Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘animais’

Por Renata D´Angelo

Cão solto no carro: considerada infração média, penalizada com multa e pontuação na carteira

Se você pretende viajar com o seu mascote nas férias, muita atenção a essa dica: transportar animais de estimação soltos no carro pode acarretar em multa. De acordo com Código Nacional de Trânsito, é proibido carregar cães, gatos ou qualquer outro bicho, no colo ou do lado direito do motorista. A desobediência é considerada infração média e pode resultar em multa, além de quatro pontos na carteira de habilitação.

Para que não haja surpresas desagradáveis durante a viagem, leve em consideração as normas de direção defensiva. Se houver um animal solto dentro do veículo, a atenção do motorista em relação ao trânsito vai ficar naturalmente comprometida, havendo riscos de acidente. Além disso, os bichos também podem se ferir em caso de freada brusca ou colisão. Em casos mais graves, podem ser arremessados contra o vidro ou simplesmente cair do banco, sofrendo fraturas de patas.

Transporte seguro:

Transporte seguro, além de confortável, evita que o animal se machuque em caso de freada brusca ou colisão

Caixa de viagem:

devem ser fixadas no veículo (presas ao cinto de segurança) ou colocadas no chão, atrás do banco do motorista ou do passageiro da frente. Esse tipo de transporte, além confortável, garante a segurança do animal.

Grade para carros: Você pode adquirir grades de segurança especiais que restringem os cães à traseira de uma caminhonete ou de uma perua. Isso evita que cães ou gatos sejam projetados para a frente se você tiver que frear de repente e, ajuda a manter o estofado do carro limpo.

Cintos de segurança: Você também pode utilizar cintos de segurança para cães. Isso irá reduzir o risco de seu cachorro sair ferido em um acidente de carro. O uso do cinto possui a vantagem de evitar que o animal distraia o motorista, pois, ficará preso ao banco traseiro. Mas atenção: Só utilize o cinto de segurança com coleira peitoral. Colares e coleiras comuns podem causar ferimentos ao cão no caso de freada brusca.

Lembre-se:

• A cada a duas ou três horas dê água para o seu animal e deixe-o sair para andar um pouco e fazer as necessidades;

• Se parar o carro por algum tempo jamais deixe seu companheiro dentro do veículo quando estiver sol ou muito calor.

Saiba mais

Anúncios

Read Full Post »

Cinco toneladas de ração por mês. É o que consomem os cerca de mil animais abandonados mantidos pela Organização Não-Governamental AILA (Aliança Internacional do Animal). Localizada na Paraisópolis, segunda maior favela de São Paulo, a entidade acolhe cães e gatos – muitas vezes em situação delicada – encontrados em pleno abandono nas ruas da capital. 

A AILA também fornece assistência médica, abrigo, comida e um lar fixo, por meio da conquista de futuros donos, pessoas que desejam adotar um animal de estimação. Para tanto trabalho, a ONG mantém uma equipe de veterinários e “protetores”, além de um sítio para onde são encaminhados os animais já cuidados. A AILA não recebe verba de instituições e todas as despesas são supridas pelas consultas veterinárias realizadas pelos profissionais da ONG, que cobram preços populares. 

Colabore você também

Há 10 anos a entidade tem lutado pela internacionalização dos direitos dos animais e, freqüentemente, conta com a colaboração de voluntários, que contribuem com jornais, produtos de limpeza, remédios, tecidos ou aquelas roupinhas que não servem mais no seu macote.  A instituição também mantem cerca de 300 gatos e necessita urgente de doações de sacos de areia sanitária.  Para participar, basta entrar em contato com a AILA pelo telefone (11) 3507.1418 ou diretamente na sede da instituição que fica na Rua Pasquale Gallupi, 900 – Paraisópolis – São Paulo – SP.

 Fontes: Juventude Fugitiva e AILA

Read Full Post »