Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Comportamento’ Category

Você sente que seu cachorro tomou conta dos móveis na sua casa? Você não tem mais sossego quando quer deitar no sofá calmamente para assistir televisão ou quando quer dormir na sua cama?

 Por Maria Alves

Cada pessoa trata seus animais do seu próprio jeito, e eu acredito que lugar de cachorro é no chão. Quando o cachorro está acostumado a ficar no chão, você pode sentar-se com ele no chão quando quer brincar, fazer carinho, abraçar, etc. Mas quando você quer seu sossego no sofá ou na cama, ele vai saber que ali é o seu lugar, não o dele.

Então vamos lá:

1) Para estabelecer essa regra, primeiro de tudo você tem que ser consistente. Se você quer ensinar seu cachorro que ele não pode subir no sofá ou na cama, você nunca mais pode deixá-lo subir nos móveis.

Se você não quer que ele suba na cama, mas de vez em quando você deixa ele subir, ele nunca vai entender quando pode e quando não pode. Portanto, é muito importante que você e todos de sua família sigam sempre as mesmas regras, senão não há como ele aprender.

2) A idéia aqui é bem simples. Você quer ensinar ao cachorro que é muito mais legal sair da cama do que subir nela. Você quer que ele entenda que sair da cama e ficar no chão é o que deixa você feliz e, portanto, ele vai querer sair da cama para fazer você feliz.

3) Para começar, pegue alguns petiscos: uma bolachinha, uns pedaços de salsicha ou de frango, algo que ele gosta. Quando ele estiver na cama (ou sofá) você fica em pé uns dois passos ao lado da cama, aponta para o chão e fala o comando “Desce!”. Nas primeiras vezes ele não vai saber o que isso significa, então mostre que você tem um petisco nesta mão que está apontando pro chão.

Assim que ele descer, dê-lhe o petisco, faça bastante carinho e o elogie. Você está mostrando que, quando ele desce da cama, você lhe dá atenção, carinho e petisco. É o comportamento de descer da cama que deixa você feliz.

4) Fale o comando apenas uma vez. Você não quer que ele aprenda que o comando tem que ser repetido para valer. Fale “Desce!”, aponte para o chão, não olhe mais para ele, não lhe dê nenhuma atenção até que ele desça. Se ele não descer, agache-se, dê dois tapinhas no chão e mostre o petisco novamente (sem olhar pra ele e lhe dar atenção).

5) Repita esse exercício com  frequência até ele aprender o comando “Desce!”e não o deixe mais subir nos móveis.

Por fim, crie um lugar para ele ficar quando você está assistindo TV. Por exemplo, coloque na sala um tapetinho ou um paninho que ele gosta, assim ele também vai ter o lugar dele para deitar e relaxar.

Para saber mais  acesse:http://www.adestramentodecaes.com/299/como-ensinar-o-cachorro-a-nao-subir-nos-moveis/

Anúncios

Read Full Post »

 

Os sites de relacionamentos possibilitam um relacionamento entre os pets

 

Por Julyana Rossato

 

Nesse Dia dos Namorados, 12 de junho de 2010, os animais de estimação também precisam de uma companhia.

Porém, onde existem agências de namoro para os pets?

Existem alguns sites de relacionamentos para os bichinhos, como o Namoro Cão e o Cantinho do Amor, que contêm a foto do animal, o nome, a raça, a cor, o gênero, a idade e o local da residência.

Além disso, pode-se ver o nível de popularidade e as principais características do temperamento do pet, que devem ser compatíveis com o pretendente escolhido.

O dono do animal deve cadastrar o bichinho no site de relacionamento e, para comprovar a veracidade das informações, é necessário informar o e-mail e o telefone, o que também facilita o encontro dos pets. 

(Imagem de Pet Rede)

Read Full Post »

Por Julyana Rossato

 

Os donos dos animais de estimação trabalham o dia todo, exceto nos feriados, proporcionando uma vida confortável para os bichinhos.

Porém, como explicar ao pet que ele ficará sozinho, mas está seguro dentro de casa? Saiba como acostumar o seu gatinho com essa situação:

Segundo informações do site Indoor Cat Initiative, o dono do animal de estimação deve preparar o bichinho e, para distrair o pet, um bom truque é deixar o rádio ligado. Antes de sair para trabalhar, o dono deve brincar com o gatinho e reunir os itens que o animal pode precisar. Ou seja, colocar tudo em um único ambiente, desde a caixa de areia e a água até o arranhador e os outros brinquedos.

Além disso, para fazer com que o bichinho não fique atrás da porta, esperando o dono, uma dica é borrifar aromas cítricos na entrada da residência.

(Imagem do blog Calma)

Read Full Post »

Por Julyana Rossato

 

O barulho dos fogos de artifício assusta os bichinhos

Os animais de estimação possuem o sentido da audição mais elevado do que os próprios donos, detectando ruídos sonoros que não são perceptíveis aos ouvidos humanos.

Durante alguns eventos esportivos, como a Copa, as pessoas comemoram soltando fogos de artifício.

Consequentemente, o barulho dos rojões incomoda os bichinhos quatro vezes mais e eles ficam muitos agitados.

Porém, o que fazer quando os pets têm medo do barulho? Identifique os sintomas e resolva o problema com os Florais de Bach:

Segundo a terapeuta e especialista em Florais de Bach, Martha Follain, o tratamento auxilia na superação do medo, pois proporciona tranquilidade ao animal. Alguns sinais podem indicar que o bichinho está assustado, como a salivação e os tremores, o que deve ser tratado para que ele não sinta falta de ar e até mesmo taquicardia.

O tipo e o tamanho do animal determinam o número de gotas, mas a dosagem dos florais ocorre quatro vezes ao dia. Entre as principais fórmulas que combatem o medo estão Mimulus e Rock Rose, cujo vidrinho do floral deve ser armazenado na geladeira, em um recipiente fechado, no período máximo de duas semanas.

(Imagem da Warner)

Read Full Post »

A rotina do animal de estimação não deve ser alterada pelo nascimento do bebê

 

Por Julyana Rossato

 

Os animais são tratados com muito carinho e tornam-se parte da família. Porém, o que fazer quando o casal resolve ter um bebê? Saiba como preparar o bichinho para a chegada do recém-nascido:

Segundo o veterinário Nivaldo Albolea, os animais de estimação percebem a gravidez da própria dona, pela modificação hormonal, antes mesmo do diagnóstico médico. “Basta tratar a situação com naturalidade”, disse Albolea sobre a chegada do bebê, que pode deixar o animal carente e estressado.

Para fazer com que o cãozinho perceba que o amor ainda é o mesmo, independente da existência de outra pessoa, a dona deve dar atenção ao bichinho e sair com ele para passear. Além disso, oferecer petiscos ao pet, na presença do recém-nascido, também auxilia na concretização desse vínculo afetivo.

Outra alternativa é a utilização de florais, que aumentam o bem-estar canino e diminuem a insegurança do animal. No caso dos gatos, o ambiente deve ser pulverizado com feromônios para acalmar o bichinho, assim como o uso do spray de capim-limão.

De acordo com a veterinária Luciana Dechamps, a rotina do animal deve continuar normalmente e a dona nunca deve isolar o pet de determinada área da residência, como o quarto da criança, pois o bichinho associará essa mudança ruim ao bebê. “Eles precisam saber que continuam tendo amor e espaço”, ressaltou Dechamps sobre o comportamento dos animais de estimação.

Gradativamente, o pet não se sentirá ameaçado pelo bebê e se acostumará com o cheiro dele, aceitando a presença desse novo membro da família.

 (Imagem de Kika Vida Nova)

Read Full Post »

Por Julyana Rossato

O contato com o animal é importante para as crianças

As crianças crescem e aprendem conceitos sobre comportamento, mas essas lições diárias também ocorrem através da convivência com um animal de estimação.

Conheça os motivos para presentear a criança com um cachorro ou gato:

 

Temperamento:

O contato com o animal de estimação faz com que a criança aprenda sobre o próprio comportamento.

As demonstrações de carinho e o controle da agressividade são alguns exemplos relacionados ao temperamento dela.

 

Interação:

Durante os passeios com o bichinho, a criança conhece outras pessoas, que se aproximam para apreciar o animal.

Com essa interação, ela aprende a conviver em sociedade, vencendo a timidez.

 

Responsabilidade:

Os pais devem deixar a criança alimentar o pet para que ela aprenda a importância dos seus atos e, gradativamente, possa adquirir responsabilidade ao cuidar do bichinho.

 (Imagem de Atrativa)

Read Full Post »

Por Julyana Rossato

 

Os animais de estimação brincam, latem e comem o dia todo. Porém, o que fazer quando os filhotes não conseguem dormir e até choram durante a noite?

Segue uma dica que pode ajudar a resolver esse problema:

 

O Que Fazer?

Pegue um bichinho de pelúcia velho e, após fazer uma abertura, coloque um despertador dentro dele.

Em seguida, coloque o brinquedo na caminha do seu pet.

 

Como Funciona?

Segundo os veterinários, o filhote associa o barulho do “tic-tac” ao coração da mãe, o que faz com que ele se sinta seguro e tenha um sono tranquilo.

 (Imagem de Pet)

Read Full Post »

Older Posts »