Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Adoção’ Category

por Maria Alves

Em meio a tantas campanhas de conscientização, muitas pessoas estão dispostas a adotar animais. Filhotes são mais fáceis de serem doados do que de um animal adulto. No entanto, o maior desafio das Organizações Não Governamentais (OGNs) é encontrar tutores para cuidar de animais com deficiência física.

Segundo a presidente da Associação de Proteção Animal (APA), em 11 anos, apenas três cães com deficiência conseguiram um lar. “A situação é triste, as pessoas normalmente se comovem, mas não levam esses animais para casa”.

Entre os três cães com deficiência que foram doados está a pitbull Garota, de aproximadamente 1 ano, que não tem uma das patas. Garota foi adotada neste mês pela dona de casa Raigleide Moreira Ferreira. “Fui até a APA e quando vi a Garota, foi amor à primeira vista. Tentei convencer meu marido de levá-la para casa, mas na hora ele não quis. No outro dia voltamos e a levamos para casa”.

Ao se deparar com a pitbull, a dona de casa sentiu pena da cadela. “Pensei, além de ser uma pitbull,raça vítima de preconceito por muitos, ela é deficiente. Acredito que ninguém iria pensar em adotá-la”, afirmou Raigleide Moreira.

Há duas semanas fora da associação, Garota está adaptada ao novo lar. Raigleide afirma que, além de bonita, ela é um animal saudável, corre, brinca e como todos os cães recebe os tutores com carinho. “Sinto que  Garota é uma cadela muita grata pela nossa ação”, afirmou.

Cadela foi encontrada amarrada a uma árvore

A pitbull Garota é mais um animal vítima de abandono e maus-tratos em Uberlândia. Segundo a presidente da APA, Dalca Carvalho, a cadela foi encontrada próximo à associação amarrada em uma árvore, com ferimentos na pata. “Cuidamos do machucado, mas a situação estava tão grave que foi necessário amputar a pata”, afirmou.

A presidente afirma que a maioria dos animais abandonados fica com sequelas e por isso não são adotados. O destino de muitos é a casa das voluntárias da associação.

Este é o caso do vira-lata Bilico. Ele foi resgatado cego e sem uma parte da boca pela protetora Cida Assunção, . A protetora tem em casa dez cães, todos com algum tipo de deficiência. “Criamos um vínculo maior com eles, pois passamos meses cuidando dos ferimentos e tentando mantê-los vivos. É gratificante ver a confiança que esses animais têm em nós. A sensação que tenho é que o amor e gratidão que sentem são maiores do que a de outros cães”, disse.

Fonte: ANDA

http://www.anda.jor.br/?p=87086

Read Full Post »

 

Por Julyana Rossato

 

Nessa sexta-feira, dia 14 de maio de 2010, o programa Globo Repórter realizou um programa sobre os animais, abordando o comportamento solidário de vários bichinhos.

Segue a reportagem sobre a galinha que adotou sete cachorros, proporcionando carinho e proteção aos filhotes:

 

A Mãe Adotiva:

Conheça uma galinha caipira que não é uma galinha qualquer. Quem manda no terreiro é ela. Do local, já correu galo e até cachorro, tudo para proteger os filhos que decidiu ter e, por causa disso, ganhou a maior recompensa que uma galinha pode ter na vida: Escapar da panela.

Foi um prêmio por ter aninhado sob suas asas uma ninhada de sete cachorrinhos, gordinhos, faceirinhos e bem entrosados entre as penas da mamãe.

Tudo começou quando a cadela Susi teve filhotes justamente no ninho da galinha caipira. Pouco tempo depois, ela acabou abandonando os cãezinhos, mas eles, em uma daquelas surpresas da natureza, acabaram ganhando o carinho e a proteção de uma mãe que se “virava” para acomodar os filhotinhos.

A estranha família chamou a atenção da aposentada Marli Niedersberg. “Uma coisa que não é de acreditar. Se alguém me contasse, eu não acreditava. Quando larguei a comida, ela veio bicar e chamava os cachorrinhos para comer. Quando eu botava milho, ela pegava o milho e largava na frente deles. Só que o milho o cachorro não ia comer”, conta.

 (Texto e Imagem do G1 – Globo Repórter)

Read Full Post »

 

Animais com deficiência física e idade avançada possuem maior dificuldade de adoção

Por Renata D´Angelo

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo vai promover pela primeira vez uma feira de adoção de animais com características que a maioria das pessoas não quer. O evento, chamado de Adoção sem Preconceito, acontecerá no próximo sábado, 24 de abril, das 10h às 16h, na sede da instituição. Estarão disponíveis 359 cães e 50 gatos, muitos deles idosos, deficientes ou cegos.  

Destino de muitos animais abandonados, o CCZ recebe por mês cerca de 2.500 solicitações de remoção. Porém, muitas desses pedidos deixam de ser atendidos por falta de espaço. Dos 394 animais acolhidos pelo centro, apenas 20% deles são adotados mensalmente.  A rejeição é ainda maior quando cães e felinos possuem pelagem preta, deficiência física e idade avançada. Embora sejam mais dóceis, esses animais possuem maior dificuldade de adoção.

Para os interessados em participar da feira “Adoção sem Preconceito”, o Centro de Controle de Zoonoses está localizado na Rua Santa Eulália, 86 – Santana – São Paulo (SP). Mais informações pelo telefone: (11) 3397-8901.

 

Read Full Post »